Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Homenagem a António Reis Marques

Homenagem reis marques dsc  1 1024 2500

Familiares, amigos e representantes de diversas entidades encheram a Sala Polivalente da Biblioteca Municipal, na palestra de homenagem a António Reis Marques. A iniciativa teve como objetivo recordar a vida e obra de um dos maiores conhecedores da história de Sesimbra, que ao longo da vida reuniu um valioso acervo documental sobre a sua terra e região.

«Comecei a conviver com alguns dos grandes nomes da cultura sesimbrense desde muito novo, e fui um privilegiado porque tudo veio ao meu encontro, o que me leva a dizer que tenho uma dívida de gratidão para tanta gente», referiu António Reis Marques, que descreveu a homenagem como «uma jornada de exaltação da amizade» e mais um motivo para se sentir um privilegiado.

A relevância deste notável sesimbrense ao nível da preservação da identidade local foi destacada pelos vários oradores.

«António Reis Marques teve um papel preponderante ao nível do movimento associativo, na vida do município, e continua a ser um dos grandes impulsionadores da cultural local», salientou o presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, Francisco Jesus. O autarca disse ainda que Sesimbra «será sempre feliz por o ter como guardião da nossa memória, da nossa identidade».

António Carlos Carvalho, um dos oradores, asseverou que António Reis Marques «é um tesouro municipal vivo», tendo lançado a proposta de se fazer uma nova homenagem dentro de um barco de pesca. Por seu turno, Miguel Real realçou «a felicidade ativa, participativa e empenhada», do homenageado que, reforçou, «deixa uma marca duradoura na comunidade», ao passo que Pedro Martins descreveu-o como um homem que «preconiza a revolução na continuidade», tendo acrescentado que o catálogo com o acervo deixado à comunidade «permite conhecer a sua dimensão e generosidade».

Na qualidade de presidente da Liga dos Amigos de Sesimbra, que promoveu esta homenagem, Carlos Macedo sublinhou que os escritos de António Reis Marques «são importantes para se perceber o que é ser “Pexito”». Por sua vez, Laura Correia, presidente da Junta de Freguesia de Santiago, referiu que o homenageado «representa aquilo que é a memória, a tradição e o que é genuíno», e é uma «força de motivação para as novas gerações».

António Reis Marques fez parte da direção e foi redator principal do jornal O Sesimbrense. Foi correspondente local do Diário de Notícias e é autor de várias obras, entre as quais O Clube Sesimbrense, Bombeiros Voluntários de Sesimbra: Origem, Formação e Percurso, Peixe-espada de Sesimbra - A Preto e Branco e Coisas de Sesimbra, e crónicas em diversas publicações, incluindo na agenda Sesimbr’Acontece, na qual, ainda hoje, aos 91 anos, continua a partilhar as suas memórias e a contribuir para a preservação e divulgação da história de Sesimbra.

Em 2015, doou à Biblioteca Municipal a sua coleção particular, constituída por centenas de livros, publicações e um vasto arquivo com escritos sobre variados aspetos da vida do concelho. O acervo, que resulta de uma pesquisa e sistematização de bibliografia e iconografia sesimbrenses feitas ao longo de muitas décadas, é, provavelmente, um dos mais completos e importantes sobre a temática local.

14 Maio 2018

Município de Sesimbra © 2015 | Todos os direitos reservados