Filão da Praia do Ouro

Localização: Sesimbra (Freguesia de Castelo).

Classificação: Inexistente – Incluído na candidatura da Arrábida a Património da Humanidade

Estatuto de Proteção: Inexistente.

Interesse: Interesse científico: médio | Interesse didáctico: elevado | Interesse cultural: baixo.

Vulnerabilidade: Fenómenos naturais: média Ação humana: alta

Na Praia do Ouro, em Sesimbra, junto ao antigo Passadiço do Alcatraz, observa-se uma intrusão de rocha magmática, a que se dá o nome de dolerito. Uma intrusão corresponde à ascensão de magma proveniente das profundezas da crosta terrestre, que se vai encaixando nas rochas preexistentes e que cristaliza e consolida antes de atingir a superfície terrestre, dando origem a uma rocha magmática intrusiva. Neste caso da Praia do Ouro, a intrusão apresenta-se com uma forma tabular e toma por isso o nome de filão. Por estar numa posição paralela às camadas encaixantes, designa-se “filão camada” ou “soleira”. Um dos aspetos mais interessantes deste afloramento é o de se poderem observar estruturas de erosão típicas de rochas deste tipo, que se chamam estruturas de disjunção esferoidal ou “em bola”. Este tipo de erosão provoca escamação da rocha fazendo lembrar as cascas de cebola.

Acesso livre