Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Zimbros

Este pequeno doce começou a ser produzido há mais de 100 anos pelas mãos de Ana da Conceição Baptista.

Nos primeiros tempos os Zimbros eram vendidos no Café Coelho, localizado na Rua Cândido dos Reis, mas a sua fama foi ultrapassando fronteiras e, nas décadas de 60 e 70 do século passado tinham apreciadores de todo o mundo.

«No Verão a procura era tanta que chegava a vender diariamente aos turistas, 60 caixas de seis unidades», revela Ana Luísa Baptista que conserva o segredo transmitido pela avó.

O fabrico mantém-se assim nas mãos da família «porque desejo que continuem a ser uma especialidade típica de Sesimbra», afirma a produtora, que considera este um doce especial para ser apreciado em ocasiões especiais ou enquanto se toma um chá ou um café.

Tal como antigamente, o sabor, o formato e as quantidades por embalagem são os mesmos. Apenas mudou a oferta, hoje dirigida quase exclusivamente para certames de gastronomia.

Nos últimos anos estiveram representados em vários acontecimentos de promoção turística e, por este motivo, Ana Baptista acredita que têm condições para serem distribuídos em hotéis e estabelecimentos de restauração.

Entretanto a produtora registou a patente dos Zimbros para garantir a exclusividade deste produto.

Modo de confecção:

Amêndoas moídas, muitas gemas de ovos e açúcar são os três componentes dos Zimbros. Mistura-se estes ingredientes até formar uma massa e, com uma colher, tira-se pequenas porções para serem trinchadas numa forma especial. A partir deste momento o segredo para que tudo saia bem reside no ponto de açúcar.


Seguidamente os Zimbros são retirados da forma metálica para outra em papel e, por fim, colocados nas embalagens.

Contactos:

e-mail: ana.baptista.lopes@gmail.com

Município de Sesimbra © 2015 | Todos os direitos reservados