Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

10 Passos para Criar o Seu Negócio

 

O Gabinete de Apoio ao Empresário da Câmara Municipal de Sesimbra lançou um folheto que enumera 10 passos necessários para a criação de um negócio.

1 - Tive uma ideia. E agora?

É verdade que o segredo é a alma do negócio. Mas não é menos verdade que só faz sentido criar uma empresa se o mercado necessitar do produto ou serviço que se lhe quer oferecer.

Esta é a fase em que vai começar a testar se a sua ideia tem potencial.

Neste âmbito, a elaboração de um pré-diagnóstico e de um balanço pessoal revela-se da maior importância no despiste de pontos fortes e fracos e na preconização de ações tendentes a valorizar os primeiros e a minimizar os últimos.


Aspetos a considerar:

  • A singularidade do produto/serviço;
  • O perfil do cliente-tipo;
  • A dimensão do mercado;
  • A concorrência;
  • As potencialidades de crescimento do negócio.
2 - Serei capaz?

A concretização de uma ideia de negócio numa empresa com perspetivas de sucesso depende da capacidade empresarial, da motivação e das competências pessoais reveladas pelo seu promotor.

Aspetos a considerar:

  • Adequação do perfil do empreendedor ao tipo de negócio;
  • Avaliação dos desafios.
3 - Preciso de um espaço?

O local que escolhe para instalar a sua empresa faz toda a diferença. A primeira decisão que terá de tomar é se procura um espaço próprio ou arrendado.

Aspetos a considerar:

  • A localização;
  • A área do espaço;
  • O licenciamento.
4 - Requisitos legais? Quais?

Nesta fase deverá informar-se junto das entidades competentes (ex: GAE, etc.) quais os requisitos legais para o licenciamento do negócio e do espaço.

Deverá também verificar se a atividade que pretende encetar carece de alguma formação específica (Ex: Higiene e Segurança no Trabalho, Higiene e Segurança Alimentar, HACCP, etc.).

5 - Quais os custos e riscos?

Esta fase é uma das fundamentais para o sucesso da sua empresa. Vai passar para o papel de forma estruturada todas as ideias que desenvolveu até ao momento.

Aspetos a considerar:

  • Análise de Mercado;
  • Plano de Investimentos;
  • Fontes de Financiamento;
  • Plano de Tesouraria;
  • Rentabilidade do Projeto.
6 - Que tipo de financiamento preciso?

Há várias opções possíveis. O ideal é financiar o seu negócio com capitais próprios.

Assim, deve estar preparado para defender o seu projeto junto da entidade competente. O objetivo deverá passar por encontrar uma forma de fazer com que o seu projeto se distinga dos demais que as entidades financiadoras têm para analisar. Nesta fase o essencial é conseguir um compromisso de financiamento que assegure a criação da empresa, se for caso disso.

Aspetos a considerar:

  • Capitais próprios;
  • Instituto de Emprego e Formação Profissional;
  • Empréstimo bancário;
  • Fundos comunitários.
7 - Como vou constituir a minha empresa?

O seu negócio e a sua evolução dependerão do tipo de empresa que criar. Informe-se sobre as vantagens e desvantagens de cada tipo de sociedade junto do Gabinete de Apoio ao Empresário ou do Serviço de Finanças.

8 - Como vou divulgar o meu negócio?

O impacto da divulgação faz toda a diferença no futuro da sua empresa. A forma de chegar ao cliente e ao mercado determinará a imagem da sua empresa.

Aspetos a considerar:

  • Meios e canais de divulgação: (flyers, cartazes, e-mails, spots de rádio, etc.);
  • Criação de parcerias.
  • Redes sociais
9 - Tenho tudo pronto. E agora?

Festeje a abertura e divulgue-a!
Convide amigos e eventuais clientes e mostre-lhes o que tem para oferecer. Eles serão um valioso meio de divulgação do seu negócio.

10 - O futuro?

Procure sempre inovar:

  • Novos produtos;
  • Novos serviços;
  • Novos clientes;
  • Renovação do espaço.

O mercado está em constante mudança. Crie sinergias com novos parceiros de negócios, quem sabe até abrir um novo espaço!

Município de Sesimbra © 2015 | Todos os direitos reservados